14 de abril de 2011

Receita de Macho: Antepasto de Berinjela

Cozinha: Stella Maris, Salvador - BA, Brasil
Antepasto de Berinjela (clique)
Amigo Macho, entendo que você nem deva saber o que é berinjela, afinal, é o tipo de coisa com formato e cor esquisitos pela qual nós, machos, passamos no mercado ou na feira e não damos a mínima importância. Apesar de gostar de comida árabe e já ter comido deste estranho vegetal, reconheço que só recentemente descobri as suas mil e uma utilidades culinárias. Confesso que na verdade aprendi a fazer o prato a seguir, de improviso, após descobri que o abacate selecionado para fazer um guacamole estava ainda verde e, na minha gaveta da geladeira existiam dois seres roxos e meio esquisitos.

Antes da receita, vale saber que esse treco estranho originário da Índia e, introduzida na Europa pelos árabes através da Península Ibérica, é um vegetal muito versátil que compõe a culinária internacional. Devido à consistência similar à da carne, é também muito utilizada na preparação de pratos vegetarianos. Ela contém pequenas quantidades de niacina (vitamina B5) que protege a pele e ajuda a regularização do sistema nervoso e aparelho digestivo (o que te garante um álibi perfeito para aquela picanha suculenta do final de semana), e sais minerais como cálcio, fósforo e ferro que contribuem para a formação dos ossos e dentes, construção muscular (necessária a todo macho de respeito) e coagulação do sangue, além de diminuir o colesterol e reduzir a ação das gorduras sobre o fígado (mais uma desculpa para a picanha suculenta).

Agora que você já está bem informado sobre o que vai comer, anote aí o que você vai precisar para matar a mulher do seu amigo de inveja por não ter um macho tão versátil quanto você na casa dela.

|| Ingredientes:

2 berinjelas grandes e maduras
1 pimentão amarelo
1 pimentão vermelho
2 dentes de alho grandes
2 cebolas grandes
1 tomate maduro e firme
2 pimentas dedo de moça ou malagueta (ou as duas se preferir)
1 colher de sopa de Aceto Balsâmico (opcional)
Coentro a gosto
Pimenta do reino a gosto
Sal a gosto
Azeite de Oliva Extra Virgem a gosto
Orégano a gosto
Alecrim seco a gosto


|| Como fazer:

Antes de começar, saiba que tudo deve ser cortado em tiras. A única exceção é o alho, que por ter sabor forte, pode ser picado. Comece pela berinjela, cortando em fatias e após isso, corte as fatias em tiras. Não é preciso descascar. Coloque as tiras cortadas para ferver em um pouco de água (sem sal). Quando a berinjela adquirir uma cor escura e translúcida, apague o fogo e escorra. Reserve até que esfrie. Corte todos os outros vegetais e misture-os em uma vasilha. Adicione a berinjela fria e os temperos, menos o azeite. 

Aí vai um pequeno truque. Os outros vegetais tem que murchar, então você tem 3 opções: direto no fogo (neste caso acrescente o azeite senão grudará no fundo da panela), no forno alto por uns 20 minutos ou, o mais prático, no microondas por aproximadamente 2 minutos em potência alta. Independente do método que você escolher, o importante é que os outros vegetais fiquem macios como a berinjela. Pode ser que a cebola mantenha-se um pouco firme, mas isso é normal. Ela estará mais adocicada por ter sido aquecida e liberado os açúcares presentes nela. Corrija isso com sal. Se o método escolhido foi forno ou micrrondas, adicione o azeite quando a receita estiver fria.

Esta receita que, aparentemente não tem a mínima graça é bem saborosa e pode ser servida como você desejar. Seja acompanhando carnes frias ou, com uma simples torrada ou nachos que acompanham muito bem aquela cerveja com os amigos. Prefira servir gelada pois ela ganha mais sabor após um tempo de refrigeração.

****************************************************


Dica I: Na hora da compra a berinjela, deve-se dar preferência às que se apresentam firmes, de cor roxa uniforme e lustrosa. Quando muito madura, por ter sido guardada durante muito tempo, ou quando colhida precocemente, tem aparência murcha, enrugada e mole, e o sabor pode ser amargo e desagradável.

Dica II: Você deve corta-la imediatamente antes do preparo. As pessoas tem o hábito de mergulhá-las em água e sal antes de seu preparo, mas esse procedimento anula o sabor do legume e grande parte de suas propriedades nutritivas. Se for cozida em água, o volume da água de cozimento deve ser o menor possível, para evitar a perda de nutrientes por dissolução.

Dica III: As berinjelas devem ser guardadas sob refrigeração e dentro de sacos plásticos, assim se conservam em bom estado por 2 semanas. Até o momento do preparo, deve ser armazenada inteira e com casca, para que não haja perda de nutrientes e alterações sensoriais. Antes de ser preparada, deve ser bem lavada em água corrente.



4 requentadas:

  1. Amigo, gostei da dica de colocar a beringela para ferver um pouco. Eu fazia uma beringela ao forno, tipo lasanha, sem esse cuidado. Acho que isso poderá torná-la um pouco mais macia.

    ResponderExcluir
  2. Moniquinha, se ferver a berinjela, não use muita água. Ela é meio fresca e isso faz com que os nutrientes se percam. Quando ela ficar translúcida, já tá boa pra ser utilizada nessa receita.

    ResponderExcluir
  3. Amigo macho...

    Adoro suas receitas e já recomendei seu blog pro meu macho versátil, que jura estar acompanhando... rss...

    No caso específico dessa receita, vou te dar uma dica prá poupar seu tempo no ambiente hostil e permitir mais tempo com sua sortuda esposa...

    Pule as etapas de murchar, ferventar, etc... pique todos os ingredientes, tempere com esses temperinhos maravilhosos da sua lista e coloque no forno baixo por uns 40 min... Se vc tiver algum grill (estilo shoptime) fica pronto em menos de 20 min...

    Aqui em casa a galera come até com arroz e feijão... rss...

    ResponderExcluir
  4. Thathy.
    Desculpa. Só agora vi o seu comentário.
    Não tenho o grill (por descaração mesmo, pq vivo ligado no Shoptime) mas a dica do forno foi muito boa. :O) Vou experimentar fazer assim.

    ResponderExcluir