2 de julho de 2011

Macho Açougueiro: Carne do Sol

Cozinha: Salvador - BA, Brasil
Você, cara macho, que adora comer escondidinho... Opa! Calma! Vamos recomeçar para que sua mulher não ache que eu estou dando idéias erradas a você, e acabe te proibindo de seguir este blog tão didático. Pronto? Então vamos lá... Você, amigo macho, que gosta de levar sua mulher para comer escondidinho (melhorou né?! E ainda te dei a deixa com a patroa. hehehe) olha para aquela carne do sol, macia e saborosa e, fica imaginando quem foi o gênio que criou aquilo.

Na verdade, o processo utilizado na carne do sol é o mesmo para vários outros alimentos em diversas partes do mundo. Ninguém sabe ao certo quem inventou ou quando começou. O que importa é que, muito antes da sua geladeira Frost Free sonhar em existir, os alimentos eram conservados sendo desidratados para que durassem mais tempo. Em diversas partes do Brasil, principalmente no nordeste, este método era muito utilizado pelos peões que conduziam boiadas e ficavam dias sem poder comer carne fresca. Da necessidade, nasceram as iguarias desidratadas como a carne de charque e a carne do sol que vou te ensinar a fazer aqui.

Mas, para fazer carne do sol você deixa ela secar no sol? Na verdade, ela fica secando sim, mas no sereno. O processo é um pouco demorado, mas é simples e vale a pena. Além disso, você poderá fazer isso em qualquer parte do mundo, desde que tenha acesso a carne e sal. 

Escolha uma boa carne, macia de preferência. Sugiro maminha ou alcatra. Fazer isso com filé seria sacrilégio, apesar de que, gosto não se discute. A quantidade é você quem decide. Mas se é para fazer, faça de verdade. Compre uma peça de uns 2 ou 3 quilos e abra cortando em mantas com aproximadamente 4 cm de espessura. Pode deixar a gordura pois ela ajuda a dar sabor. Agora vamos ao processo propriamente dito. Existe um processo longo e  um curto. O longo (que eu prefiro usar) envolve uma salmoura e vários banhos na carne que a mantém com um pouco de umidade. O curto, que eu vou explicar aqui para vocês, é mais simples e você poderá fazer em um dia. 

Após abrir as mantas coloque-as em uma recipiente de modo que fiquem bem abertas. Se precisar separar a carne em pedaços menores por conta do espaço, deixe-a com cerca de 30 cm de comprimento. Espalhe sal de um lado, vire e, espalhe do outro lado também. Uns usam sal grosso mas eu prefiro o sal fino pois penetra melhor na carne. A quantidade de sal que você vai usar depende de quanto você tem de carne. Cubra o recipiente com um pano e deixe ali por umas 12 horas.

Após este tempo você vai perceber que a cor da carne mudou. Ela deve estar acinzentada. Isso ocorre porque ela começou o processo de desidratação. A partir deste ponto ela não estraga tão facilmente porque o sal, além de desidratar, já fez um pré-cozimento da carne. Retire-a do recipiente e pendure em um varal (não amigo, não estou brincando, mas compre um varal só para isso ou sua mulher te mata) à sombra e longe do calor. Deixe ali por 48 horas para "curar". Após este período, leve à geladeira. Apesar dela não precisar de refrigeração, isso minimiza o cheiro de carne crua dentro de casa.

Pronto amigo macho. Agora é só juntar os amigos, gelar a cerveja e curtir a carne do sol que você mesmo fez.

************************************************************

Dica I: Se puder deixar a carne em uma área ventilada à noite, melhor ainda. Mas mantenha gatos e cachorros longe, ou tudo que você vai encontrar no dia seguinte é o varal.

Dica II: Quem já comprou carne do sol sabe, ela é bem salgada. Para dessalgar, deixe de molho por meia hora em água em temperatura ambiente. A água gelada apressa o processo. 

Dica III: Se quiser uma carne macia quando for usar, hidrate a carne com leite.

Dica IV: Durante a "cura", na parte do dia é capaz que o cheiro atraia moscas. Cubra a carne com um pano fino para proteger.





4 comentários:

  1. Esse blog foi meu melhor achado da semana! Adorei as dicas!

    ResponderExcluir
  2. Valeu Davi. Seguindo o seu blog, twitter e Facebook também. :o)

    ResponderExcluir
  3. Ola amigo, eu não li seu artigo e comecei a fazer a carne, ocorre que usei sal grosso, deixei em uma vazilha de plastico com furos em baixo para sair o liquido e por fim, não abri a carne, ficaram em pedaços grossos, sera que perdi a carne? ja fazem 3 dias que esta no sal grosso completamente submersa e o liquido parou de vazar

    ResponderExcluir

Todos os comentários são bem vindos e as críticas construtivas são bem aceitas. Mas me reservo o direito de apagar qualquer comentário que contenha propagandas (SPAM), conteúdo vulgar ou ofensivo. Retribuo educação com educação.