19 de setembro de 2011

Desabafo de Macho

Curious Breakfast by Alexis Facca @ Paper Donut
Sim, gosto de comer bem. Sempre gostei. Curto fazer minha comida porque sei exatamente o tamanho da minha fome e a qualidade dos ingredientes que vão ali dentro. Mesmo que seja, como eu geralmente costumo dizer, "com restrições orçamentárias", eu sempre procuro usar o melhor que tenho ou que dá pra comprar e, transformo aquilo em algo que se come com prazer. Não sou chef e não sou aspirante a chef. Mesmo porque, para isso, precisaria de anos de formação, e não apenas de um curso técnico e um paletó branco com meu nome bordado nele. Eu apenas cozinho por prazer. E faço meus pratos colocando amor (esquece Sazon, isso não foi um merchan) ali dentro.

Por que deste desabafo? É que uma coisa me incomoda faz um bom tempo. E esta coisa é a má fé que donos de restaurante usam com seus clientes. Rezarei a missa mas não citarei o santo nem o padre. Tudo que vocês precisam saber é que, num país de espertos, alguns querem ser mais espertos que todos. E o cliente, desavisado, acaba pagando caro por algo que não vai levar. 

Quem conhece a culinária francesa... ok... Quem conhece a antiga culinária francesa e de alguns outros países, sabe que é hábito comer diversos pratos, em pequenas porções de cada vez. Já ouvi amigos dizerem algo como "comida francesa é coisa de fresco... só vem aquela merrequinha no meio do prato que não tapa nem o buraco do dente". E vem mesmo. Mas são vários pratos com merrequinhas que acabam, no final, se tornando um "merrecão" e que te satisfaz. O problema é que o jeito malandro do Brasileiro, te serve apenas um único pratinho com a merrequinha, chama aquilo de comida francesa, e te cobra pelo merrecão, com impostos, 10%, couver artístico e o que mais puder conter o valor exorbitante do prato. E saiba que, em muitos casos (hummmm... 99,9% deles), os ingredientes nem são frescos, como deveriam ser.  

Então amigos e amigas, na sua próxima ida a um restaurante dito francês, peça comida francesa como se serve na França. Ou, então, entre no primeiro boteco e peça uma porção de bolinho de bacalhau. Garanto que você paga mais barato e come muito mais. Desculpem o desabafo. Prometo me retratar perante vocês com um prato especial e de macho ainda esta semana. 




5 comentários:

  1. Tulio meu amigo, estava eu cá acompanhando teu desabafo e na melhor parte apareceu a tal propaganda bem em cima do texto (era um banner com algo de dieta!?!?) bloqueando a continuação da leitura. Mesma situação que ontem coloquei no grupo, que aconteceu com o blog da Manu...o que anda acontecendo? Não consegui ler o seu post...e agora?
    beijos, será que é porque vcs estão permitindo propaganda e eles colocam aonde bem entendem?

    ResponderExcluir
  2. Ei Túlio! Que p&$£ foi essa meu amigo. Muita falta de vergonha desses estabelecimentos.
    O que você escreveu procede. É verdade que em restaurantes franceses (em um Menu) se serve um conjunto de merrequinhas que no final da uma impressão estomacal de que foi um merrecão :) Eu mesmo já vivenciei isso alguns vezes.
    Eu tenho um amigo que foi a um restaurante chique que abriu na cidade (faziam a maior propaganda) junto com sua namorada para comemorar o seu aniversário e ele pediu polenta com costelinhas de cordeiro marinadas. Imagina você que enviaram uma merrequinha e meu amigo devolveu o prato para a cozinha e disse que por esse preço tava faltando comida no prato, hahahaha
    Eu adorei o que ele fez :)
    E eles colocaram mais comida viu!!!
    Estabelecimentos que querem fazer o cliente de besta, achando que os mesmos não tem conhecimento da matéria, estão por fora! Estão com nada!
    Macho, tu tá apoiado :)
    Um abraço, Queila

    ResponderExcluir
  3. É Túlio, realmente é o fim da picada. Eu confesso que adoro ir a restaurantes, sempre que posso vou em lugares que até não são muito baratos, mas que me proporcionam um prazer enorme pelo local, pela experiência e, claro, pela comida. Mas sabe o que me irrita? Quando as pessoas perdem a noção. Cobrarem mais de 100,00 num prato de feijoada, por exemplo, é de doer a alma. Estamos falando de feijão e carne de segunda que, por melhor que seja, por mais bem feita que seja, não custa 100,00 por pessoa. Essa e outras coisas por aí.. affe, já fiquei revoltada. rs
    Apoiadíssimo!
    Abraços, VIvian

    ResponderExcluir
  4. Túlio, concordo com vc meu amigo, existem restaurantes que decididamente abusam dos clientes, esse seu relato sobre o restaurante francês e a comida francesa me fez lembrar de uns meses atrás eu estava em um blog que o tema era sobre dieta, não me recordo agora o nome do blog, mas lá dizia que lançaram uma nova dieta no mercado, a "dieta do restaurante francês" - É tudo muito caro para um tiquinho de comida, comida chique e fina. Pague muito, coma pouca e emagreça com elegância kkkkk. Mas a coisa é séria, e repito, concordo contigo...bjs

    ResponderExcluir
  5. Apoiado! O povo tá mesmo abusando da nossa boa vontade: preços altos, péssimo serviço e pouquíssima comida!
    Bjs

    www.comerrezando.blogspot.com

    ResponderExcluir

Todos os comentários são bem vindos e as críticas construtivas são bem aceitas. Mas me reservo o direito de apagar qualquer comentário que contenha propagandas (SPAM), conteúdo vulgar ou ofensivo. Retribuo educação com educação.